­
telefone
925 329 811 | 239 087 720
Carrinho vazio

Adriano Vasco Rodrigues

135

Adriano Vasco da Fonseca Rodrigues nasceu na cidade da Guarda (04-05-1928). A sua carreira profissional foi repartida pela docência e pela investigação científica, leccionando no Ensino Primário, no Secundário e no Superior Universitário. Jubilou-se como Director da Schola Europaea (U.E.) Bélgica (1988-1996).
De 1965 a 1969 trabalhou em Angola como Inspector Provincial Adjunto da Educação, encarregado da actualização e formação de professores. Colaborou com o Instituto de Investigação Científica de Angola, realizando prospecções e escavações arqueológicas, organizando a secção de Arqueologia no Museu de Angola e elaborando com Maria da Assunção Carqueja Rodrigues (Esposa) a primeira Carta da Pré-História de Angola.
A sua actividade na Educação e na Investigação Científica fê-lo percorrer mais de 300 mil km em automóvel, adquirindo um profundo conhecimento das gentes e do território, de que dá testemunho neste livro.

Eis os principais trabalhos relacionados com Angola:
– Regência de cursos livres de Arqueologia no Instituto de Angola, nos anos lectivos de 1965-66 e 1966-67.
– Orientou um curso de História de Arte, 1967-68, no Museu de Angola.
– Foi responsável pela planificação de cursos de Aperfeiçoamento e Actualização de Professores do Ensino Secundário (Oficial e Particular), realizados em Luanda, 1967 e em Nova Lisboa, 1968. Também organizou os primeiros cursos de Matemáticas ditas Modernas, em Luanda, 1966-67.

No campo da Pré-história
Em Angola
– Prospecções, sondagens e escavações em vários lugares de Angola.
– Prospecções subaquáticas na Baía de Luanda. (1966-69)
– Trabalhos arqueológicos em concheiros, ao longo da costa, desde Luanda, à Baía dos Tigres, com particular incidência nas Baías de Benguela.
– Escavações no Forte de Santo Amaro (Morro da Samba Pequena). (1965-69)
– Escavações na Barra da Corimba, num embarcadouro de escravos para o Brasil. (1967-69)
– Estudo dos túmulos da Kibala e de fortificações em pedra, numa área desde o Bié ao Dirico. (1966-69)
– Foi um dos fundadores da Associação dos Amigos de Luanda e do seu Boletim. (1968)
– Foi membro da Comissão de Arte da Câmara Municipal de Luanda. (1966-69)

Em Portugal
– Cursos livres de introdução às culturas e arte africana, realizados na Universidade Portucalense, em 1987-88, 1998-99, 2002-2004.
– Exposições de Arte Africana: Fundação Engenheiro António de Almeida, 1987; na Bélgica, na Schola Europaea, 1992; na Alemanha, em Potsdam, Berlim, 1997; Universidade Portucalense, 1998; Museu da Guarda, 2002; Academia Moreira da Silva, Porto, 2004; Junta da Freguesia de Lavra, Matosinhos, 2006.

­

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra, com sítio em www.centrodearbitragemdecoimbra.com e sede em Av. Fernão Magalhães, Nº. 240, 1º, 3000-172 Coimbra
Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2016-2019 Palimage | Terra Ocre, Lda. | Portugal | Todos os direitos reservados