­
telefone
239 087 720
Carrinho vazio

o pais das ondas a janela novo lancamento na pampilhosa mealhada"O País das Ondas à Janela", um belíssimo livro de poesia de Isabel Cristina Pires, terá um lançamento no próximo dia 15 de junho 2013, sábado, às 15:30 horas, na CASA QUINHENTISTA, na Pampilhosa, a terra natal da autora, bem perto de Coimbra (Casa Quinhentista – Palmpilhosa Alta 3050-436 Mealhada).
Sobre este livro, João de Mancelos, que apresentará a obra e é autor do prefácio, escreveu: "Tematicamente, este livro de Isabel Cristina Pires centra-se nos quatro elementos que constituem a matéria, seguindo o pensamento dos filósofos pré-socráticos, que buscavam o princípio ou origem de todas as coisas: água, ar, terra e fogo. (...) Na Grécia Antiga, os poetas eram os construtores de mitos, concretizados através de lendas que explicavam a origem do universo e da Terra, da tribo e dos heróis, da palavra e da linguagem. Mais do que em qualquer uma das suas obras anteriores, a poesia de Pires aspira a ser mito, porque inscreve a realidade do quotidiano numa matriz humana imutável, feita de anseios, medos, expetativas, reflexões. Os seus versos podiam ter sido escritos há cinco mil anos e seriam compreendidos; daqui a igual período de tempo serão, na mesma, inteligíveis. A sua paisagem, mesmo quando desolada, é habitada e reinterpretada pela poeta; e a poeta ora é atriz, ora espetadora, mas nunca alheia. Porque Pires atingiu uma fase de sabedoria de vida e de técnica artística que lhe permite aceder ao que de mais profundo pode haver: a compreensão (no sentido de englobar e perceber) do ser humano, no locus e na vastidão do tempo. O livro que o leitor tem nas mãos é, pois, o apogeu de uma vocação própria dos grandes artífices da palavra. [João de Mancelos (do prefácio)].
Sobre a autora: Isabel Cristina Pires nasceu em 1953, na Pampilhosa. Estudou Medicina em Coimbra e especializou-se em Psiquiatria. Desde 1987 que tem vindo a publicar regularmente prosa e poesia na Editorial Caminho:
– "UNIVERSAL LIMITADA" (1987), contos – prémio Caminho de Ficção Científica e prémio Revelação da revista Mulheres; – "A ÁRVORE DAS MARIONETAS" (1989), romance; – "A CASA EM ESPIRAL" (1991), contos (2.ª ed. Círculo de Leitores): – "A RODA DO OLHAR" (1993), poesia; – "À PORTA DE NÁRNIA" (1995), poesia; – "COBRA DE PAPEL" (1997), poesia; – "TODAS AS CORES DO AZUL" (2001), poesia; – "O NOME DO POETA" (2003), romance; – "DESERTO PINTADO" (2007), poesia. Está representada em diversas antologias de poesia e de contos, em Portugal e no estrangeiro. Há alguns anos começou a interessar-se pela pintura a acrílico. Autodidata, tem participado em exposições individuais e coletivas".

lancamento de livro sobre a guerra colonial tarrafo cronicas de um alferes na guine de armor pires motaUm livro sobre a Guerra Colonial, intitulado TARRAFO, publicado em 1965, com distribuição restrita, foi apreendido pela PIDE (a polícia política de antes do 25 de Abril de 1974) e enviado para CENSURA. Agora, um exemplar recuperado é publicado em edição fac-similada, com um texto de introdução do autor – Armor Pires Mota. Reproduz ainda as anotações do “lápis azul” dos censores do tempo do Estado Novo. Convidamos todos os Amigos e público interessado a participarem no lançamento deste livro, que ocorre na sede do Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes, no próximo dia 10 de Maio de 2013, sexta-feira, às 15:00 horas. (Liga dos Combatentes - Núcleo de Coimbra – Rua da Sofia, n.º137 3000-390 Coimbra).

Aos Amigos da Palavra Escrita
Aos Amantes da Poesia

Está a decorrer no Atrium Solum, em Coimbra, uma Feira do Livro de Poesia com a colaboração de vários editores da Cidade.
A Palimage também está presente.

Convidamos todos os amigos a visitarem esta Feira do Livro de Poesia.

Realização no âmbito do
MAL DITO – festival de Poesia em Coimbra

lancamento de noticias e memorias paroquiais setecentistas 10 ansiaoO Presidente da Câmara Municipal de Ansião, Dr. Rui Alexandre Novo e Rocha, o Coordenador Científico do CHSC (Centro de História da Sociedade e da Cultura) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Professor Doutor João Marinho dos Santos, e a editora Palimage convidam V. Exa. para o lançamento do livro "Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas – 10. Ansião", de Mário Rui Simões Rodrigues e Saul António Gomes, a ocorrer no Auditório da Câmara Municipal de Ansião, no próximo dia 6 de Abril de 2013, sábado, pelas 17:30 horas.
A apresentação da obra estará a cargo de Dr. Manuel Augusto Dias (Historiador).

Câmara Municipal de Ansião – Praça do Município 3240-143 Ansião

varios lancamentos de um livro fundamental multiculturalidade identidades e mesticagem o dialogo intercultural nas ideias na politica nas artes e na religiaoNum exercício de divulgação algargada, a Palimage e o Autor – João Maria André – promovem vários lançamentos do livro: "Multiculturalidade, identidades e mestiçagem: o diálogo intercultural nas ideias, na política, nas artes e na religião" :
- dia 8 de dezembro 2012, sábado, na ACERT, em Tondela, às 18:00 horas. Apresenta a obra: Dr. João Luís Oliva, investigador de História das Ideias;
- dia 10 de dezembro 2012, segunda-feira, na Casa das Caldeiras, em Coimbra (junto à Associação Académica, Rua Padre António Vieira), às 18:00 horas. Apresentam a obra o Prof. Doutor Fernando Catroga, da Fac. Letras da Univ. de Coimbra, e Prof. Doutor José Manuel Pureza, do CES - Centro de Estudos Sociais e Fac. Economia da Univ. de Coimbra;
- dia 13 de dezembro 2012, quinta-feira, na Livraria Almedina, em Braga, Campus de Gualtar, Universidade do Minho, às 14:30 horas. Apresenta a obra: Prof. Doutor João Cardoso Rosas, do Dep. Filosofia da Universidade do Minho;
- dia 17 de dezembro 2012, segunda-feira, no Instituto Superior Politécnico de Leiria, às 18:00 horas.Apresenta a obra o Prof. Doutor Ricardo Vieira.

Sobre a obra:
Partindo da nossa inscrição no mundo globalizado em que vivemos, este livro procura aprofundar a multiculturalidade e o diálogo intercultural nas suas consequências antropológicas, como processo de realização das nossas identidades mestiças, dinâmicas, plurais e compósitas, nas suas implicações filosóficas, confrontando-o com o conceito de incomensurabilidade que parece dificultá-lo, na sua configuração e nas suas exigências políticas, pelo repensamento da noção de democracia e pela reperspectivação dos direitos humanos numa visão mais ampla e atenta a outras matrizes conceptuais, e nas suas expressões nas artes e na religião, pelas articulações possíveis entre criação cultural, experiência estética e vivência religiosa.
Mais do que certezas, o que o autor procura deixar são pistas de leitura, interrogações, muitas dúvidas e perplexidades: um pensamento em movimento, elíptico e policêntrico, escrito no plural e permanentemente à procura dos espaços de silêncio em que a voz do mundo e dos mundos, do tempo e dos tempos, se torna audível e nos reconforta no reencontro dialógico com os outros, na sua diferença e no seu mistério, mas também na concórdia discordante com que se tece a riqueza dos homens.
João Maria André

­

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra, com sítio em www.centrodearbitragemdecoimbra.com e sede em Av. Fernão Magalhães, Nº. 240, 1º, 3000-172 Coimbra
Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2016-2019 Palimage | Terra Ocre, Lda. | Portugal | Todos os direitos reservados