­
telefone
925 329 811 | 239 087 720
Carrinho vazio
Corpo Ausente
Sagesse Poesia
Género Sagesse Poesia
Ano 2006
ISBN 972-8729-09-7
Idioma Português
Formato brochura | 116 páginas | 15 x 21 cm
10,60 €
8,48 €
desconto-20-por-cento.jpg
Descrição

(... ) Corpo Ausente. Esta ausência que remete ao outro, ao grande outro da falha, é no entanto presença de um corpo que aí mesmo se queixa do não lugar onde alguém não está. Falha simultaneamente lancinante, posto que pondo a nu o sofrimento do sujeito, repõe também a gloriosa capacidade humana de dar nome ao que há de mais sofrido e silente na nossa condição.

Quanto à obra, ela inscreve-se num estilo singular, ensaio quase resolutivo, da relação à dor mental e ao mesmo tempo obsessivamente encontrado como filigrana, poema a poema.

Helena Bandeira, é uma poetisa de mão cheia porque na inscrição de Corpo Ausente se revela prenhe de emoções que procuram palavras, sonoridades, convocadas para o papel.

 

Carlos Amaral Dias

(do prefácio)

­

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra, com sítio em www.centrodearbitragemdecoimbra.com e sede em Av. Fernão Magalhães, Nº. 240, 1º, 3000-172 Coimbra
Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2016-2019 Palimage | Terra Ocre, Lda. | Portugal | Todos os direitos reservados